Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Aqui estou

por Ana, em 24.09.19

Provavelmente ningúem vai ler isto, mas não me interessa, pois apetece-me escrever.

A última vez que deixei rastro da minha pessoa aqui, a minha vida estava prestes a ficar perfeita. Tinha a vida perfeita, 2017 foi definitivamente o meu ano. Encontrei o verdadeiro amor da minha vida nessa altura e perdura até hoje. Para além disso, não possuía grandes responsabilidades e estava no último ano da licenciatura. Contudo, a vida dá muitas voltas.

Ano de 2018, terminada a licenciatura, decidi ingressar num mestrado diferente. Foi necessário começar uma busca incessante por emprego, visto que este mestrado funcionava em pós-laboral. Tudo uma luta que consegui, hoje estou num estágio. Mas sabem o que é não ter direitos? Ver os colegas a terem todos férias de verão e tu nada? Tens uma tese para fazer, um trabalho que te está a desagrar e ao qual demoras 1h a chegar... para além dos problemas em casa.

 

Tanto esforço académico e profissional e o meu futuro sinto-o instável e a minha cabeça a explodir. Eu não vou desistir, mas é frustrante... o mais certo é nos próximos tempos ter contratos de trabalho a termo... esta precariedade e incerteza... Incerteza. Essa palavra desconheci-a da minha vida, até terminar a licenciatura.

 

Nesta vida, a minha luz é só ele. Ele é o motivo de eu acordar todos os dias, pois em tudo o resto a frustração domina-me.

 

E agora? É esperar. E chorar. Sim, alivia.

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

De mariana a 01.10.2019 às 21:12

Bem vinda e força! Apesar de agora tudo ser espinho, com certeza mais tarde será flor...

Comentar post