Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


...

por Ana, em 06.11.16

Nunca pensei que em tão pouco tempo, meses, semanas, horas, minutos, segundos, a minha vida mudasse tanto. Basta apenas um segundo, uma palavra mal interpretada, uma atitude mal impressionada para tudo aquilo que se constituía à nossa volta se desmoronar. E basta apenas milésimas de segundos para a desgraça acontecer e nada voltar a ser o que era antes. Amizades, amores, ilusões, facadas. Cada vez mais o ser humano me impressiona pela negativa. Cada vez mais me custa sobreviver neste mundo medíocre. Eu gosto das pessoas mas as pessoas são más. Muito más. E eu gostava desta pessoa em particular, no entanto não é recíproco. Já com tanta coisa na minha vida, tinha que aparecer merda pior que esta? Obrigada tempestade, agora traz-me a bonança por favor, que eu já estou farta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:07

...

por Ana, em 09.10.16

Mas porque é que dói tanto esta paixão que me percorre as veias? Este peito que arde como fogo, os olhos salgados e molhados como o mar e a minha vida a voar. É assim que me sinto. Um ardor incessante pelo corpo. Uma dor fortemente psicológica e irracional. Quero estar sozinha e não consigo. Porque mexes comigo? Porque sofro tanto por ilusões? A dor corrói-me e espelha o meu pequeno coração despedaçando-se em momentos, aos poucos. Porquê? Porque dói, e imenso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:12

Dias

por Ana, em 12.09.16

Há dias em que uma pessoa simplesmente acorda completamente destruída por dentro, sem forças para nada. Dias em que só pensa no negativo e que só vê maneiras de desaparecer. Hoje é um desses dias para mim. Estou especialmente sensível e cheia de negatividades na cabeça. Talvez seja por estarem a começar as aulas, contudo estou a dar em doida com as voltas que estão a ocorrer na minha cabeça em relação a tudo. Já passou mais de um mês desde que tudo aconteceu a às vezes ainda vou abaixo. Sinto-me deprimida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

Pontapé

por Ana, em 06.09.16

Senti ontem pela primeira vez a minha sobrinha a dar um pontapé. Hoje a situação repetiu-se. É tão fofo, mal posso esperar para conhecer a minha pequena princesa!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Paixão

por Ana, em 01.09.16

Tenho saudades de sentir aquela real paixão fogosa. Aquela que arde incessantemente o coração. A paixão em que a chama borbulha por muito tempo, que provoca um constante tremer de borboletas na barriga. Mas, infelizmente, esta emoção passa depressa. Facilmente as rotinas se instalam e as pessoas provocam desilusões, por mínimas que sejam, e, aqui, o que sobra é a construção da palavra dificilmente definida, o amor. Pois este é difícil de aguentar e assim, o que mais resta daqui, são saudades da tal fervorosa paixão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Ana, em 20.08.16

Sinceramente agora até fico agradecida por se terem afastado de mim. Nos vossos olhos eu sou a cabra, mas a cada dia que passa vocês demonstram-se mais e eu descubro cada vez mais podres, ou seja, mais desilusões. Posso ter ficado afetada, pode ter doído, mas acho que já posso dizer firmemente que vai passando e que a cada dia que passa cada vez mais e cago cada vez mais para a situação, porque gente assim não faz falta. E se um dia forem elas a vir atrás de mim não vão ter sorte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pacote de açúcar do café

por Ana, em 10.08.16

A vida é um constante ciclo regular com uma panóplia de irregularidades, e são essas irregularidades que levam tudo a avante. Se tudo fosse perfeito neste mundo, não existiria um pingo de piada nele, se ninguém errasse não era único, visto que cada um possui os seus defeitos. A natureza é um equilíbrio perfeito e tudo acontece por um motivo. 

Ontem ao tomar café, deparei-me que os pacotes de açúcar tinham frases bastante profundas, e por incrível que pareça a frase que me calhou foi como destino, adapta-se de momento ao meu espírito e fez-me pensar. "Às vezes são as escolhas erradas que nos levam pelo caminho certo", dizia o meu pacote de açúcar. E é tão verdade. Posso estar magoada agora e com dificuldades de seguir em frente, mas a vida é assim mesmo, entram e saem pessoas a toda a hora do nosso círculo, e às vezes temos que passar muito tempo com as erradas que achamos que são as certas, para no final notarmos que afinal são elas as erradas e acabamos por crescer, pois o que não mata torna-nos mais fortes e faz abrir um novo caminho na nossa longa caminhada que é a vida. Fecha-se uma porta, abre-se uma janela.

Autoria e outros dados (tags, etc)